quinta-feira, 17 de março de 2011

A tal culpa ..

Hoje eu realmente sei o quanto sou culpada por ter sido tão compreensiva, tão amiga, tão verdadeira.
Me culpo sim, pois se as pessoas mudassem como elas sempre prometem tudo seria mais facil.
Sinto pena, sinto dó. Esses sentimentos que eu não qeria sentir se passam a todo momento em minha mente é como se fosse uma coisa importante para mim, mais que na verdade não é!
Você disse que mudaria, que seria uma pessoa melhor...
Cadê você? aonde está agora? voltou para aquele refugio obscuro onde se encontrava antes de eu te conhecer?
Não adianta tentarmos ajudar aqueles que não querem ser ajudados. Eii se lembra de mim? eu ainda estou aqui para ajuda-la. Mais isso nao depende só de mim.
Queria vê-la bem, mais no meu ponto de vista esse seu modo de viver não te beneficiará no futuro. Mais... para que eu ainda me importo? talvez pq ainda faça parte de mim... ou não!
Sendo assim isso fica a cada dia mais confuso. Dê o melhor que tens, se é que tú tens algo melhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário