domingo, 12 de maio de 2013

Carência.

Minha carência é de sorrisos. Dos sorrisos das pessoas, dos meus sorrisos. 
Minha carência é de abraço, daqueles apertados, macios, que nos fazem esquecer todo o resto do mundo, que nos conforta. Carência de beijos demorados daqueles que te faz abrir um sorriso, que faz o coração desparar. Carência de atenção, de preocupação, de pessoas, de paixões avassaladoras, de companheirismo de elogios de momentos especiais.
Ando mesmo em uma carência de milhões de coisas, cada dia uma carência diferente. Suponho que seja essa falta de amor, de relacionamento sério e todas essas frescuras que na verdade todo mundo quer ter um dia. Mas acredito que essa carência será suprida não importa o quão tardar , sei que um dia terá hora, momento, pessoa e deste dia em diante não haverá mais tanta carência a queixar.