domingo, 16 de junho de 2013

O vazio das palavras ...

Estes últimos meses fizeram de mim uma pessoa insegura. Necessariamente posso dizer que tudo isso ocorreu devido a falta de sentimentos em minha vida, onde pessoas que poderiam ser tudo insistiram em ser nada. Então comecei a ter medo do novo, medo de dar chances, de arriscar, de ser feliz. É ruim quando uma pessoa entra em nossa vida e deixa uma bagunça enorme. Não chega a ser qualquer bagunça, essa ultima que me deixaram está levando meses pra arrumar, mas está quase tudo indo pro lugar novamente.
Algumas vezes da uma vontade de me jogar do prédio mais alto ou até mesmo tomar uns cinquenta comprimidos pra ver se nos momentos de tristeza a dor passa mais depressa. Porém não vale muito apena. Dizem que a tal tristeza é questão de escolha, mas tenho pra mim que ela é apenas momentânea , assim como a felicidade. 
Agora estou remoendo as palavras jogadas ao vento. Infelizmente quase nenhuma palavra me cabe mais. Ninguém conseguirá me ganhar em palavras. Elas passaram a ser pouco significantes em minha vida. Sim, talvez um dia isso mude, eu espero que mude, afinal não há nada melhor do que ouvir um "eu te amo" seguido de atitudes que provem o tal sentimento.
A minha necessidade de sentimentalismo é insaciável. Tenho pedido demais das pessoas e recebido de menos. Sou movida de alma, não me venha com conversas de que tem carinho por mim se você não for me dar esse carinho na pratica. 
Entao está aqui minha necessidade de expressar tudo aquilo que me falta, que me domina e que convém. Sejamos honestos, afinal não a nada pior do que palavras jogadas ao vento, que com o tempo perdem todo o sentido, toda a essência.