quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Um pouco de felicidade

Sempre foi mais difícil escrever sobre felicidade aqui, cá entre nós tenho mais intimidade na escrita quando o assunto é tristeza, não que eu goste de ficar triste, mas é que quando estou assim escrevo para salvar a vida de alguém, provavelmente a minha própria vida, como dizia Clarisse Lispector. Mas falar de felicidade seria algo muito clichê. Só que hoje eu vim falar deste sentimento que é movido por momentos, assim como a tristeza ou qualquer outro sentimento. Todos são de torno de momentos em que estamos vivendo.
Com o tempo e com as barreiras descubro que felicidade é realmente uma questão de ser e estar. Ser feliz por ter tudo que lhe é dado como presente pelo universo, e estar feliz por ter alguém que te faz um bem incrível ou estar em algum lugar que te traga paz interior. Felicidade quando é dividida com quem a gente ama é melhor ainda. Não precisa ser necessariamente a esposa, a mãe, a amiga... Basta ser aquela pessoa que faz seus olhos brilharem e seu sorriso nunca se fechar.
Nada é melhor e mais agradável do que aquele abraço carinhoso ou talvez aquela ligação ou e-mail que diz: Estou com saudades !!
Certamente é evidente que os momentos bons da vida somos nós quem o fazemos, mas é preciso estar fazendo aquilo que gostamos e se relacionar com quem nos faz bem e nos quer bem.

Acho que a vida é um ciclo e que as pessoas que passam pela nossa vida tem um limite de tempo para permanecerem, se forem as pessoas certas então certamente ficarão por muitos e muitos anos e se não forem terão um curto prazo de permanência. E tem também aquelas as quais nunca se vão de verdade, sempre estão por ali. Enfim … Já dizia Freud, “a felicidade é um problema individual aqui nenhum conselho é válido. Cada um deve procurar po si, tornar-se feliz.” Então eu simplesmente me permito muito mais e procuro não ficar mais me questionando o porquê das coisas afinal o tempo sempre da as respostas que nos massacra e as pessoas mais maravilhosas de nossas vidas elas nunca se vão de verdade.