domingo, 24 de novembro de 2013

Always

Você sente seu pulmão se encher de palavras, de verdades, de coragem. Você acha que está pronto para contar a verdade mas no fim você recua, sente medo, tem toda insegurança do mundo dentro de você. E não é que você não consegue ser verdadeiro a verdade é que você não está dando conta de suportar o peso que a dor do passado te causa. De repente você está vivendo um momento tão carregado, tão sem tempo de realmente viver que tudo que você quer é sumir por um bom tempo. Sumir e levar algo com você que ao mesmo tempo que te fere te cura. É assim que eu desejaria que as coisas fossem, que eu conseguiria ter vontade de viver mais, por que tudo tem sido tão difícil nesses últimos tempos que eu pareço estar vivendo dentro de uma bolha d'água, sufocada, frágil, doente. E não vejo outras saídas, ou até possa ver, mas não consigo arriscar. Ainda há muito medo, SEMPRE haverá!