quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Teatrar

Partindo do principio de que nada mais é concreto, tenho vivido uma vida um tanto que maquiada de sentimentos. Sentimentos esses, que me iludem dando a certeza de que algo mudou da fantasia pro real. Não da pra teatrar a todo momento fingindo ser plenamente feliz quando não se é. É difícil interpretar um papel que não é seu. Um papel ao qual você é totalmente oposto daquilo que parece. 
Realidade, as vezes é algo tão distante do que se parece, quase não vistas aos olhos de um comum espectador. Para atores como eu, a realidade é percebida rapidamente diante daqueles que também tentar interpretar algo que não conseguem ser. Há sempre uma parte do texto esquecida ou confundida. Dai você nota que, aquela pessoa te entende por ser como você. Existirão também, momentos em que você encontrará alguém que não precisará ficar a todo momento interpretando. Você simplesmente será você e isso lhe trará a melhor das sensações já vividas por você mesmo. Se depois de um tempo você não der certo com essa pessoa que te faz você ser você, só sobrará uma vida para você vestir por cima dessa e começar a teatrar novamente, até o dia em que, poderá encontrar um outro alguém a quem mereça o papel principal em sua vida, fazendo com que você, além de ser você mesmo, seja capaz de fazer sua vida virar plena realidade.