segunda-feira, 15 de junho de 2015

Dos meus sonhos

É algo que me tira de uma subjetiva realidade, que acontece quando menos espero e quando mais evito, quando menos quero e preciso. Mas eles vem e a partir daquele momento eu entro em uma outra dimensão, em um outro mundo onde as fantasias, desejos ou até mesmo simples vivências e pensamentos me levam a eles. Bem que muitos de nós queríamos que eles fossem reais, mas eles são apenas sonhos, isso mesmo. Basta fecharmos os olhos e relaxarmos por alguns minutos, lá estão eles, tirando nós de um momento real. Aqui, estou falando dos sonhos bons, daqueles que dificilmente passam para algo concreto e real. Veja você como se encontra ali, veja como se sente e o que te leva aqueles pequenos momentos. Será que da para vivenciar aquilo que mais sonhamos todos os dias? Creio que sim, mas sinto falar que não passará de ilusões de óticas. Será sempre algo abstrato, distante. Eu ainda pretendo entender muito mais sobre os sonhos e as suas funções e objetivos em nossa vida cotidiana, mas enquanto não faço isso vou descrevendo sobre minhas sensações sobre eles em mim, e é claro os efeitos avassaladores que sempre surtem. Veja só não há nada mais assustador que sonhar com o que menos esperamos, na verdade é apavorador. Se eu for te dizer o que realmente penso sobre eles, direi que eles são nossas fontes de vida, aquilo que nos mantém vivos, mesmo sendo um pouco cruéis vez ou outra. 
Você não pode controlar aquilo que sonha, mas pode mudar o modo como sonha todas as noites.