quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Olhando para si

" A gente é a soma das nossas decisões"
Me peguei pensando nessa frase esses últimos dias, e comecei a questionar sobre as inúmeras cobranças que eu andava me fazendo. Quando você perde um pouco daquilo que por alguns momentos te dava luz, você começa a se perguntar em que momento você errou.
Erramos em administrar mal nossos sentimentos, erramos em direcionar inadequadamente nossas vontades, nossos desejos, anseios e receios. É angustiante perder parte dos nossos tesouros, sabe aquelas pessoas preciosas? delas mesmas que me refiro. E as vezes parece que quando as perdemos quase nada faz sentido mais. Vejo muita coisa além dessas perdas, vejo ganhos. A gente ganha porcentagens enormes de experiências, de aprendizados. Não é de se esperar, que o mundo acabe só porque aquilo que você acreditou que pudesse dar certo foi um banho de aguá gelada. Depois de uma decepção consigo mesmo, nada melhor a fazer do que olhar pra si, e tentar perceber ao certo o que faz brilhar os olhos, o que faz você passar o seu melhor batom e usar seu melhor perfume, sua melhor roupa. Queremos sempre impressionar alguém que queremos para nós. Acredito que esse seja o maior erro!
Hoje eu posso colocar a melhor roupa, fazer a maquiagem mais linda, passar um dia todo no salão, que eu terei a plena consciência de que estarei fazendo por mim. Nessa briga de egos, nessa soma de decisões, eu decidi que eu serei eternamente apaixonada por mim, e tudo que eu fizer pelo meu próprio bem, eu conseguirei compartilhar com uma outra pessoa, podendo assim fazer mais alguém além de mim, feliz. 
Que as pessoas também sejam decididas na hora de escolher quem devem amar primeiro, e que elas não sejam egoístas em escolher a si própria, mas sim, maduras.